Opiniões da comunidade sobre Sombra (BfA pre-patch)

Artigo publicado pelo Wowhead com opiniões de pessoas conhecidas na comunidade sobre o estado atual da spec Sombra (BfA pre-patch).

O artigo original está em inglês. Aqui eu vou só traduzir e ressaltar os tópicos principais.

Principais mudanças

  • A maior diferença entre Sombra no Legion e em Battle for Azeroth está no “funcionamento” de Forma do Caos. Ela dura menos do que antes, não importa o que você faça, devido à drenagem de insanidade ser maior e a geração dela ser menor.
  • Além disso os bônus que você ganha estando dentro da Forma do Caos são menores; menos Aceleração e não há mais o efeito de Histeria Coletiva (do nosso artefato). E era justamente esta única característica do artefato, Histeria Coletiva, que dava à Forma do Caos um valor desproporcional: a sinergia desse bônus somado ao aumento de Aceleração da Forma do Caos aumentava em muito o DPS, conforme mais tempo você ficasse na Forma.
  • Com as mudanças isso se perdeu. Passamos para um estado em que as Formas do Caos duram menos, portanto nosso foco será entrar novamente nessa Forma o mais frequentemente possível, mas nem tanto tentar permanecer nela o maior tempo possível (até porque ela vai durar muito menos de qualquer jeito).
  • Com isso o maior ganho em estar na Forma do Caos vem do fato de podermos usar Seta Caótica, o que inclusive ajuda na nossa movimentação (que já é meio pobre) por ser instantâneo e estar disponível frequentemente durante a Forma do Caos.
  • Sobre nossos dots: sem Histeria Coletiva, o “valor” de nossos dots diminui consideravelmente. Boa parte do nosso dano agora vem de nossos ataques diretos (Impacto Mental, Açoite Mental, Seta Caótica). O que atrapalha ainda mais nossa mobilidade que já é fraca, com a exceção de Seta Caótica, que no entanto só está disponível durante Forma do Caos.

Mudanças nos talentos

Recebemos muitas mudanças de talentos nesta expansão, sendo que alguns deles servem para “tapar buracos”.

Fortaleza da Mente e Palavra Sombria: Caos são ambos boas opções.

O talento problemático aqui é Percepção Sombria. Desde que este talento existe, um dos problemas dele é de que o “proc” não acumula (não tem stacks), logo se ele “procar” enquanto você ainda não o usou você basicamente está perdendo um Impacto Mental instantâneo. Em BfA este talento mudou para gerar uma quantidade mais ou menos constante de “procs” (cerca de 3 por minuto), o que é uma tentativa de resolver o problema do acúmulo de “procs”. No entanto com isso ele perde valor, inclusive porque sua chance de ocorrer agora independe da quantidade de Palavra Sombria: Dor que você tem ativos (ou seja, ele deixa de ser interessante contra alvos múltiplos). E mesmo com esta mudança, se ele “procar” no momento em que Impacto Mental sai da recarga, você perde uma “carga” desse feitiço.

Esta linha de talentos é uma das mais problemáticas. Vejamos porque.

Ao transformar Palavra Sombria: Morte em talento, perdemos a característica padrão da spec de ter uma habilidade de “execute”. Mesmo que o dano de PS:M não fosse tão alto, nos dava uma alteração interessante de rotação em uma parte da luta; e em lutas com adds a situação onde você ficava de olho nos diversos inimigos, à espreita de um momento para usar PS:M em um deles, também era um diferencial. Ainda que o aumento de DPS e/ou insanidade não fosse tão grande, isso dava mais um elemento de gameplay para Sombra.

Claro, isso pode ser “resolvido” escolhendo o talento Palavra Sombria: Morte, mas isso em detrimento das outras escolhas, que são mais interessantes em algumas situações. Continuamos na esperança da Blizzard devolver esse feitiço como padrão da spec e colocar um talento mais interessante no lugar deste.

Espíritos Auspiciosos é uma escolha interessante para aumentar a geração de insanidade de forma passiva, porém ele depende de você ter uma boa quantidade de Acerto Crítico para valer a pena, e durante o começo da expansão isso não deve acontecer ainda. Mas mesmo quando você tiver Acerto Crítico suficiente para EA ser uma boa opção, considere: se em BfA “esticar” ao máximo a Forma do Caos já não é tão interessante, talentos que te dão mais insanidade têm pouco valor. E é o que acontece com este.

O que nos deixa Colisão de Sombras como escolha nesta linha. Mesmo em alvo único ele dá um bom dano e uma boa geração de insanidade, e tem recarga baixa. Mas é uma pena que em uma linha inteira de talentos você acabe usando um que, em tese, deveria ser apenas para dano em área.

Esta é outra linha de talentos problemática. No momento, em qualquer situação, Dobramentes é a melhor escolha.

Insanidade Persistente e Torrente do Caos caem na mesma situação problema: em um mundo onde aumentar ao máximo Forma do Caos não te dá mais grande aumento no DPS, talentos que dependem de ou favorecem longas Formas do Caos têm pouco valor. Alías, o contrário é preferencial: em BfA é melhor que suas Formas do Caos durem pouco, porque cada vez que você entra na Forma, Erupção do Caos dá um dano em área alto.

Insanidade Persistente mantêm seu bônus de Aceleração por mais alguns segundos depois de sair da Forma do Caos. Como ela dura menos em BfA do que durava em Legion, o bônus portanto é menor ainda.

Torrente do Caos era o ataque do nosso artefato, agora transformado em talento. Como o dano causado por ele não é tão bom assim e sua maior utilidade era justamente prolongar a Forma do Caos por mais tempo, pelos motivos já citados, este talento é pouco útil.

Como a “filosofia” do uso de Forma do Caos mudou saindo do Legion para BfA (formas mais rápidas e mais frequentes ao invés de mais longas), talentos como estes não deveriam existir, e estão aqui apenas porque foram “herdados” da expansão anterior.

A linha final até que não é tão ruim. Legado do Caos e Ascensão Sombria são bons talentos e comparáveis em termos de dano causado. Ascensão Sombria serve tanto com um pequeno cooldown de dano (possibilidade de entrar na Forma do Caos instantaneamente) e também como mais um ataque em área.

O problema é o terceiro talento: Submissão à Loucura, que é outra “herança” do estilo de jogo do Legion. O dano ganho com a Forma do Caos mais longa não é tão grande assim, e como não há mais aquela sinergia com a característica do artefato Histeria Coletiva há pouco aproveitamento em uma Forma do Caos muito longa. Além disso a perda de 90% de vida ao terminar o efeito provavelmente vai forçar você a usar Dispersão. Ele continua parecendo interessante em teoria, mas na prática não vale a pena.

Desempenho em masmorras

Em geral nosso desempenho em masmorras, principalmente masmorras míticas+ melhorou em relação ao Legion, porém ainda com algumas ressalvas.

Nosso principal problema era falta de dano em área “sob demanda”. A especialização Sombra conta hoje com apenas dois ataques em área padrões, sem contar talentos: Calcinação Mental e Erupção do Caos. Além deles nosso dano em área depende de talentos.

  • Padecimento e Caos Sombrio (ambos na linha 45) facilitam nosso trabalho de espalhar dots, liberando tempo para uso de outras habilidades.
  • Colisão de Sombras é o melhor talento na linha dele, e é um bom ataque em área, boa geração de insanidade, e tem recarga baixa.
  • Ascensão Sombria, além de nos permitir entrar na Forma do Caos à escolha, também dá um ataque em área forte (é o mesmo dano de Erupção do Caos).

Todas estas opções são boas e têm bons usos em várias situações, porém elas escondem o problema de que a spec Sombra tem falta de uma boa forma de atacar em área; ou seja, estes talentos, apesar de úteis, servem como “tapa buraco”. O comentário no artigo original sugere que o ideal seria a spec ter uma forma padrão de causar dano em área razoável, com talentos melhorando ou alterando isso.

Calcinação Mental por exemplo, serve mais como gerador de insanidade em caso de múltiplos alvos, já que o dano geral é baixo. Erupção do Caos dá um dano em área forte, mas também é (de certa forma) nosso cooldown principal. Fora o fato de que nem sempre você tem um controle preciso do momento em que ele pode ser usado.

Há ainda a questão de, sendo Sombra uma spec baseada em dots, seu dano em área deveria depender desses dots; historicamente sempre foi assim. Só que há também o problema histórico de que specs baseadas em dots precisam de formas eficientes de espalhá-los para funcionar bem com dano em área; Padecimento e Caos Sombrio são boas respostas a este problema, porém esbarram na mecânica da Forma do Caos. Durante a Forma Seta Caótica e Impacto Mental ganham mais prioridade, o que te atrapalha na hora de reaplicar dots durante a Forma do Caos. O resultado é que esta situação mostra ainda mais a deficiência na “filosofia” atual da Forma do Caos, em conflito com uma spec que, em tese, depende de pôr dots nos inimigos e também renovar estes dots durante a luta. O que temos aqui é um “meio caminho” entre como Sombra funcionava em Legion, sendo que aquele estilo de jogo já se foi, mas ainda não chegamos em um estilo novo completo, portanto estamos na “metade do caminho”.

Conclusão

O artigo original tem comentários extensos sobre a situação de Sombra, mas aqui eu tento resumir em poucas frases.

O principal problema na opinião do artigo é o pouco controle que o jogador tem sobre o uso do recurso insanidade. Outras specs trabalham com o conceito de habilidades que geram um recurso e outras que consomem este recurso; Sombra trabalha com o conceito de que todos os ataques geram o recurso, mas para gastá-lo só há um jeito: Forma do Caos. Isso se traduz em uma prioridade de ataques meio rígida, onde você não pode, por exemplo, deixar o recurso se acumular por um tempo se quiser, para gastá-lo todo em um momento oportuno; se você tentar atrasar a Forma do Caos para por exemplo tirar proveito do dano em área de Erupção do Caos em um momento ideal, você está efetivamente desperdiçando recurso e sem poder usar parte de sua rotação (Seta Caótica).

A própria criação do conceito de Forma do Caos depende fortemente dessa forma ser suficientemente diferente da Forma de Sombra, mas sem que isso transforme a Forma de Sombra em um estado quase inútil, como foi em Legion. Os autores reconhecem que este equilíbrio é difícil de alcançar.

A conclusão é que resolver de vez os problemas inerentes ao funcionamento da spec demandariam uma revisão completa de como ela funciona, e é improvável que isso aconteça no meio de uma expansão. Portanto o melhor é esperar que o patch 8.1 mude os talentos mais problemáticos, em particular os talentos que “reciclam” conceitos do Legion que já não funcionam bem dentro do novo conceito de Sombra em BfA.

One comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *